• Global
  • Video
  • Gallery
  • World News
  • Sports
  • Navigation

    Caucaia está fora da final do Cearense feminino

    Dretoria do Caucaia confirmou erro no registro das duas atletas (Foto: Eudes Caucaia/Arquivo Pessoal)
    São cinco títulos estaduais desde que o Campeonato Cearense Feminino foi criado, sendo três títulos seguidos, além de um vice-campeonato em 2010. Esses são números expressivos, que representam a supremacia da equipe do Caucaia. Para enriquecer as estatísticas, o Tricolor Metropolitano nunca ficou fora de uma final estadual.
    Em 2014, foram seis jogos, cinco vitórias e um empate. Marcando 22 gols e sofrendo apenas um. Vaga garantida em mais uma final, a sétima seguida. Mas na quarta-feira (2), foi emitida portaria suspendendo a equipe do Caucaia da grande decisão por utilizar duas atletas irregulares. O julgamento ainda será marcado no Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol no Ceará (TJDF-CE) para definir decisão inicialmente tomada pela Federação Cearense de Futebol (FCF).

    Entenda o caso

    A FCF recebeu uma denúncia do Centro Esportivo Juventus, acusando o Caucaia de ter atuado com jogadoras irregulares. Os fatos foram apurados e confirmados pela Diretoria de Competições da entidade, que lançou portaria nesta quarta-feira (2) punindo a equipe com a perda de 12 pontos, o que implica a queda do clube para a terceira colocação na classificação geral, ficando assim fora da decisão.

    O prazo para inscrição das atletas se encerrava no dia 4 de setembro. De acordo com a denúncia confirmada pela FCF, as jogadoras Alice Pereira Félix e Georjane de Assis foram inscritas e tiveram seus boletins divulgados, nos dias 9 e 19 do mesmo mês, respectivamente. Seus nomes constavam na súmula de duas partidas, nas vitórias diante de Juventus e Rio Branco. Sendo assim, foram três pontos perdidos por partida, mais a pontuação conquistada nelas, totalizando 12 pontos perdidos.

     - O erro do Caucaia foi muito claro e evidente. A equipe utilizou duas atletas de forma irregular e perdeu 12 pontos. Três por jogo onde a infração foi cometida e a pontuação conquistada na partida, no caso foram dois jogos e duas vitórias - declarou Marcos Augusto, secretário-geral da Federação Cearense de Futebol.


    Nova final

    O Campeonato Cearense Feminino é formado por quatro equipes com jogos de ida e volta. Os dois melhores se classificam para a decisão em jogo único. Inicialmente, o Caucaia enfrentaria o Juventus na final. Com a perda, o Tricolor reduz sua pontuação para quatro, ficando em terceiro. Assim, a nova classificação fica com Juventus na liderança (13 pontos) e Rio Branco em seguida (com seis pontos).

     - Já encaminhamos o documento para o Tribunal (TJDF-CE) e o caso está subjúdice. Esperamos que julgamento aconteça até a próxima sexta-feira (10 de outubro), para realizarmos o jogo dentro da data marcada para entrega de taças e medalhas - esclareceu Marcos. A nova final está agendada para o dia 11 de outubro, às 15h30min, no Estádio Moraisão, em Maranguape.

    Sinceridade

    Aguardando o resultado do julgamento para confirmação das ações da FCF, o presidente do Caucaia, Eudes "Caucaia", confirma a desatenção da diretoria com o prazo de inscrições, justificando o motivo pelo erro cometido.

     -  Eu estou muito dedicado à campanha política e deixei na responsabilidade de outra pessoa, que acabou cometendo esse erro de colocar as jogadoras de forma irregular. A gente errou e estamos excluídos da final. O regulamento é claro, as inscrições foram encerradas no dia 4 (setembro) e as inscrições foram feitas depois e perdemos 12 pontos. Foi um erro, falta de atenção, não lemos o regulamento e estamos pagando. Mesmo assim, vamos tentar com um advogado a última esperança, mas cientes do nosso erro - confessou Eudes.

    A denúncia já foi encaminhada para o TJDF-CE. Agora, o documento será analisado para então o caso ser julgado, sem data prevista ainda.

    Via G1
    Share
    Banner

    Deixe seu comentário