• Global
  • Video
  • Gallery
  • World News
  • Sports
  • Navigation

    Futebol feminino de olho no sorteio do Mundial 2015

    O Canadá é um anfitrião e tanto. Isso ficou comprovado nos três Mundiais que o país sediou até hoje: o Campeonato Mundial Feminino Sub-19 da FIFA 2002, a Copa do Mundo Sub-20 da FIFA 2007 e a Copa do Mundo Feminina Sub-20 da FIFA 2014. Em cada um desses torneios, a organização primou pela impecabilidade. Podemos dizer, portanto, que a Copa do Mundo Feminina da FIFA Canadá 2015 está em ótimas mãos para sua primeira edição ampliada, ou seja, com 24 seleções participantes, em vez das tradicionais 16.

    No próximo dia 6 de dezembro, a cidade de Ottawa, capital do país-sede, ganhará status de capital do planeta bola por algumas horas. A partir das 12h (hora local), no Museu Canadense de História, será realizado o sorteio dos grupos da Copa do Mundo. Assim, todas as equipes classificadas irão conhecer as adversárias que terão pelo caminho até o cobiçado troféu, o sétimo a ser entregue na história da Copa do Mundo Feminina da FIFA. Aliás, os quatro países que conquistaram os seis primeiros títulos disputados até aqui estarão presentes na linha de largada mais uma vez. "O Canadá é um país caloroso e acolhedor, e nós estamos ansiosos para receber as melhores jogadoras de futebol do mundo", disse Peter Montopoli, diretor-geral do Comitê Organizador Local.

    De fato, a festa irá reunir a nata do futebol feminino mundial, como Alemanha e Estados Unidos, os dois países bicampeões do torneio, e ainda Noruega e Japão, vencedores de uma edição cada. Porém, não faltam candidatas para entrar nesse grupo seleto, com destaque para Brasil, França, China e Suécia, além das equipes que estarão na disputa pela primeira vez. Camarões, Costa do Marfim, Costa Rica, Equador, Espanha, Holanda, Suíça e Tailândia são todos participantes inéditos da competição e aguardam com entusiasmo e inquietude para saber com quais potências tradicionais irão medir forças dentro de campo.

    Seis cidades em destaque
    Com cerca de uma hora de duração, a cerimônia será a ocasião perfeita para o Canadá oferecer uma visão geral do que participantes e visitantes do mundo inteiro poderão esperar. Para isso, estão previstas apresentações artísticas e culturais, a presença de ídolos do esporte nacional, bem como discursos e vídeos de apresentação do torneio, do país anfitrião e de sua paixão pelo esporte em geral e pelo futebol feminino em particular. Ao final da cerimônia, os 24 países classificados serão divididos em seis grupos de quatro, determinando os confrontos da primeira fase e a ordem em que cada um deles será realizado. Também será definida a seleção que enfrentará o país anfitrião no dia 6 de junho de 2015, em Edmonton, pela partida de abertura.

    Essa delicada missão estará nas mãos de Jérôme Valcke, secretário-geral da FIFA, e de Tatjana Haenni, vice-diretora do Departamento de Competições da FIFA e diretora de Competições Femininas, que serão auxiliados por personalidades locais, como Kara Lang, uma das principais estrelas da seleção feminina canadense. "O torneio do ano que vem servirá como uma vitrine sem precedentes para as melhores jogadoras do mundo e como inspiração para inúmeras meninas, que se sentirão incentivadas a praticar nosso esporte", previu Tatjana Haenni durante a última visita de inspeção da FIFA ao Canadá.

    As cinco cidades-sede além de Ottawa – Moncton, Montreal, Winnipeg, Edmonton e Vancouver – estarão em destaque ao longo de toda a competição, mas já poderão mostrar um pouco de seus encantos neste dia 6 de dezembro com a organização de eventos relacionados à transmissão do sorteio. Mas é em Ottawa, e no FIFA.com, que transmitirá a cerimônia ao vivo para o mundo inteiro, que se desenhará o panorama definitivo desse torneio tão aguardado. "A Copa do Mundo Feminina representa o ápice do futebol internacional", disse Victor Montagliani, presidente do Comitê Organizador Local do Canadá 2015. "As 24 seleções que constituem a elite mundial disputarão duelos emocionantes ao longo das 52 partidas previstas na programação."

    O Sorteio

    Equipes classificadas:
    - Ásia: Japão, Austrália, China, Coreia do Sul e Tailândia
    - África: Nigéria, Camarões e Costa do Marfim
    - América do Norte, América Central e Caribe: Canadá (país-sede), Estados Unidos, Costa Rica e México
    - América do Sul: Brasil, Colômbia e Equador
    - Oceania: Nova Zelândia
    - Europa: Alemanha, Espanha, Suíça, Suécia, Noruega, Inglaterra, França e Holanda

    Critérios:
    - Como regra geral, nenhum grupo pode conter mais de uma equipe da mesma região. No entanto, considerando que o continente europeu possui oito representantes, duas chaves necessariamente terão duas seleções da Europa.

    - O Comitê Organizador decidiu que seis equipes seriam cabeças de chave. Além do país-sede e do atual campeão mundial Japão, Alemanha, Estados Unidos, Brasil e França serão automaticamente colocados na primeira posição do respectivo grupo.

    Composição dos potes: 
    As 24 equipes serão divididas em quatro potes de seis equipes, sendo os cabeças de chave no primeiro pote, de acordo com a seguinte distribuição:

    Pote 1: Canadá, Alemanha, Japão, Estados Unidos, Brasil e França
    Pote 2: Nigéria, Camarões, Costa do Marfim, Costa Rica, México e Nova Zelândia
    Pote 3: Austrália, China, Coreia do Sul, Tailândia, Colômbia e Equador
    Pote 4: Espanha, Suíça, Suécia, Noruega, Inglaterra e Holanda

    Procedimento do sorteio: 
    - O sorteio terá início com o Pote 1. O Canadá será colocado em uma bola vermelha a ser retirada em primeiro, e ocupará a primeira posição do Grupo A. Já os demais cabeças de chave estarão em bolinhas brancas, as quais serão sorteadas também para as primeiras posições das respectivas chaves.

    - Sorteio do Pote 2
    À medida em que forem retiradas do segundo pote, as equipes serão posicionadas horizontalmente da esquerda para a direita, isto é, do Grupo A ao Grupo F. A posição de cada uma na respectiva chave será determinada pelo sorteio de bolinhas amarelas numeradas de 2 a 4, já que a primeira posição está reservada ao cabeça de chave. 

    Vale lembrar que, neste momento, não pode haver mais de um país do mesmo continente em cada grupo. Assim, as duas equipes da CONCACAF (Costa Rica e México) não podem cair nos grupos encabeçados por Canadá e Estados Unidos, por fazerem parte da mesma confederação. Se uma equipe da CONCACAF for sorteada, ela será automaticamente posicionada na chave seguinte.

    - Sorteio do Pote 3
    À medida em que forem retiradas do terceiro pote, as equipes serão posicionadas horizontalmente da esquerda para a direita, isto é, do Grupo A ao Grupo F. A posição de cada uma na respectiva chave será determinada pelo sorteio de bolinhas amarelas numeradas de 2 a 4, já que a primeira posição está reservada ao cabeça de chave. 

    - Sorteio do Pote 4
    À medida em que forem retiradas do quarto pote, as equipes serão posicionadas horizontalmente da esquerda para a direita, isto é, do Grupo A ao Grupo F. A posição de cada uma na respectiva chave será determinada pelo sorteio de bolinhas amarelas numeradas de 2 a 4, já que a primeira posição está reservada ao cabeça de chave.


    Por haver um total de oito participantes da Europa, é impossível termos somente uma equipe europeia por grupo. Portanto, as chaves de Alemanha e França terão mais de uma seleção do Velho Continente. 

    Fifa.com 
    Share
    Banner

    Deixe seu comentário