• Global
  • Video
  • Gallery
  • World News
  • Sports
  • Navigation

    Kindermann perto de conquistar o heptacampeonato catarinense de futebol feminino.

     O Kindermann/Uniarp/Adami venceu a equipe da Chapecoense por 3 a 0, na noite desta quarta-feira, 3, na Arena Condá, em Chapecó. Os gols da partida foram marcados por Djeni, Dany e Barrinha. O jogo da volta acontecerá no próximo domingo, 7, em Rio das Antas.

    O primeiro tempo começou com a Chapecoense melhor, tendo mais posse de bola e levando perigo por três vezes ao gol da goleira Maike, que realizou três verdadeiros milagres. Já o Kindermann foi melhorar a partir dos 30 minutos do primeiro tempo, começando a chegar com mais perigo. Aos 40 minutos, Djeni acertou um lindo chute de fora da área para fazer 1 a 0, que seria o placar do primeiro tempo.

    No segundo tempo, o técnico Tchelo corrigiu o posicionamento e a Chapecoense sentiu, também, o cansaço. Dany Helena, que entrou no lugar de Cacau, marcou o segundo gol no seu primeiro toque na bola. E Barrinha fez o terceiro dando números finais ao jogo.

    O clássico
    Em uma partida de muito respeito entre as duas equipes, Chapecoense e Kindermann/Caçador abusaram na troca de passes. Mesmo assim, o Verdão foi quem deu as boas vindas. Aos quatro minutos, em um contragolpe Débora Vanin arriscou da entrada da área. A bola foi para fora. Dois minutos mais tarde, Vanessa tem a oportunidade em cobrança de falta, que raspa o travessão. Aos 27, a jogadora chapecoense fica cara a cara com a goleira caçadorense. O chute é barrado pela adversária.

    Contudo, após os 35 minutos o time visitante cresceu. Aos 40, a equipe de Caçador cobra falta, a bola fica viva dentro da área verde e branca. No complemento, Giga só olha a bola ir por cima da meta. Mas, três minutos depois, a arqueira alviverde nada pôde fazer. Em chute forte de fora da área, as atuais vice-campeãs do Campeonato Brasileiro abriram o placar. Na etapa final, as chances diminuíram e Caçador aproveitou as três chances que teve. Aos 12, a atacante do Kindermann amplia o marcador. Aos 35, o fechamento do placar. Em jogada veloz do time adversário, o terceiro gol.

    Com a palavra, Éder Popiolski...

    Técnico da equipe feminina de futebol da Chapecoense, Éder Popiolski diz que a avaliação precisa ser feita da temporada inteira. Segundo o comandante, um ano bastante produtivo. “Apesar de ser um ano de estreia para a equipe feminina, percebemos que o time tem qualidade e que consegue se adaptar ao futebol de campo. Com dificuldades, é bem verdade, mas consegue e tem potencial”, afirma. Para Popiolski, o interessante foi a garantia da vaga na Copa do Brasil de futebol feminino. “Se não jogássemos, tanto a Chapecoense quanto o Kindermann perderiam as vagas”, finaliza.

    Via:  www.redecomsc.com.br  e www.diariocacadorense.com.br
    Share
    Banner

    Deixe seu comentário