#
Navigation

Estreia do São Raimundo-RR contra o Iranduba-AM na Copa do Brasil não é certa

Foto: Tércio Neto
Devido dificuldades no gerenciamento do sistema de registros e transferências de jogadores da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a partida entre São Raimundo-RR e Iranduba-AM válida pelo naipe feminino da Copa do Brasil, que acontece nesta quarta-feira, às 22h (horário de Brasília), no Estádio Ribeirão,  em Boa Vista-RR, pode ter um fim imprevisível.

Segundo o técnico do São Raimundo-RR, Beto Vieira, há 23 atletas relacionadas para a Copa do Brasil, destas tiveram que baixar para 20 devido problemas de documentação exigidos e também pela exigência do sistema da CBF na emissão de boletos para se fazer transferência de jogadores.

- O sistema só pode confirmar tudo após o boleto emitido ser pago. Para nós que somos pequenos fica difícil de dizer se a equipe estará completa para o jogo contra o Iranduba. Estamos aflitos com isso e na expectativa que tudo isso possa se resolver. Tudo agora gera despesas, se uma jogadora que atua pelo São Raimundo for para outro time daqui de Roraima, tem que pagar.

Uma das grandes questões com a mudança é saber se os pequenos clubes 'aguentarão' os encargos na emissão de boletos. 


Beto Vieira, "Para nós que somos pequenos, fica difícil de dizer se a equipe estará completa para o jogo contra o Iranduba

- Cada jogadora geraria R$ 380,00 de despesa. Antes essa transferência era feita como um 'benefício' para o clube, agora, do futebol amador até o profissional será cobrada uma taxa. Se persistir possa ser que de seis clubes no profissional fiquem apenas quatro, pois não teriam condições de arcar com os tributos, só ficarão os mais 'fortes'. Mas temos esperanças que outras soluções apareçam. Estamos tentando resolver esse problema junto a CBF. Possa ser que tenhamos que entrar em campo com poucas atletas - disse, Beto.

Iranduba-AM
O técnico do São Raimundo-RR afirma que haviam 16 atletas relacionadas para o jogo contra o Iranduba, destas há cinco jogadoras com possibilidade de não entrarem em campo. A transferência das atletas requer carteira de trabalho e, de acordo com Beto, as jogadoras que estão vindo para jogar nesta quarta-feira estão embarcando e não há como voltar para pegar os documentos.

Sobre o adversário, Beto disse que já enfrentou o Alviverde por duas vezes, o primeiro jogo aconteceu em Boa Vista-RR, pela Taça das Nações há dois anos, onde o São Raimundo-RR venceu o Iranduba nas disputas de pênaltis. O segundo jogo foi em Manaus, onde o Mundão venceu por 1 a 0.

- É uma equipe bem treinada pelo Olavo Dantas [técnico do Iranduba]. Ele é uma referência no Norte quando se trata de futebol feminino e acredito que virá com uma equipe forte. Nosso time vai jogar fechadinho, no mesmo esquema que utilizamos no masculino, no contrataque.

Paulistinha "Daremos o nosso melhor para trazermos um resultado positivo"

Escalação
Apesar dos problemas com o sistema de registros, o São Raimundo-RR afirma que vai entrar em campo contra o Iranduba com: Nira (goleiro); Nayara (lat. dir.), Rosa e Verônica (zagueiras); Amanda (lat. esq.); Vanda e Eva (volantes), Paulistinha (Meia direita), Rayne (Meia esq.); Erika e Toinha (atacantes).

Uma das craques do time, a meia direita Paulistinha fala sobre as impressões no duelo contra o Iranduba-AM.

- É um jogo de onze contra onze. Temos que ter calma e cautela para aproveitar as oportunidades que houver. Daremos o nosso melhor para trazermos um resultado positivo.
Paulistinha disse que jogou com algumas jogadoras do Irandura quando atuavam pelo São Raimundo e que a atual atacante do Mundão já jogou pelo alviverde do Amazonas.

Via: G1
Share
Banner

Deixe seu comentário