• Global
  • Video
  • Gallery
  • World News
  • Sports
  • Navigation

    Campeonato Brasileiro Feminino de Futsal tem convocação da seleção para Mundial

    Foto: Ivo Lima/ME
    Antes de a bola rolar para I Campeonato Brasileiro Feminino de Futsal, em Goiânia, 14 jogadoras já puderam comemorar. Durante a cerimônia de abertura da competição, o técnico da seleção brasileira, Wilson Saboia, divulgou os nomes que irão representar o país em busca do hexacampeonato mundial, no fim do mês, na Guatemala. A plateia composta pelas atletas das 27 equipes, uma de cada Unidade da Federação, aplaudiu a cada anúncio.

    Durante o evento, em um dos ginásios do Sesi Ferreira Pacheco, houve desfile das delegações, execução do Hino Nacional e juramento das atletas. A coordenadora de futebol feminino do Ministério do Esporte, Michael Jackson, aproveitou a ocasião para destacar a importância do combate à discriminação de gênero.

    “Esse preconceito temos que deixar no século 20. Temos que respeitar a mulherada que quer jogar. Não é para qualquer um ser cinco vezes campeão do mundo. O Brasil tem isso e para o Ministério do Esporte é um orgulho. Estamos investindo R$ 1,5 milhão nesse campeonato e esperamos que seja o primeiro de muitos”, disse a ex-jogadora da seleção brasileira de futebol de campo, que começou a carreira no futebol de salão.

    O secretário Nacional de Futebol e Direitos do Torcedor, Rogério Hamam, pontuou as competições da modalidade que o governo federal tem apoiado e destacou a importância do futsal para a revelação de talentos. “O Ministério tem como uma das suas principais missões diminuir a descriminação de gênero, incentivando o futebol feminino. Nós temos além da Copa Brasil Universitária, a Copa Escolar Sub 17, o Campeonato Brasileiro, no campo, e, agora, o Campeonato Brasileiro de Futsal, que é de suma importância para revelar talentos. Um pacote completo de fomento às divisões de base”.

    Situações de discriminação vividas por jogadoras como Paula Serqueira, 28 anos, e capitã da Associação Atlética Hidráulica Brasil, que representa o estado de Goiás. Ela revelou que já ouviu muitas vezes que futebol não era para mulheres, mas decidiu lutar e levar o amor ao esporte adiante. “O futsal está na gente, desde criança jogamos na rua. Depois foi um professor de educação física que viu potencial e incentivou. Fomos para um time de alto rendimento e a paixão vai aumentando e você quer competir cada vez mais”, descreveu.

    Para ela, o torneio na cidade natal representará um fortalecimento da modalidade no país. “O cenário do futsal, com esse campeonato, vai melhorar. São 27 equipes de todos os estados. Estou quase me aposentando e nunca vivenciei isso”.

    Parceria

    O campeonato conta com a parceria da Confederação Brasileira de Futsal (CBFS) e do governo de Goiás. Segundo a secretária de educação, cultura e esporte do estado, Raquel Teixeira, o torneio também servirá como preparação para a cidade receber um evento internacional de futsal em 2016. “Ficaremos registrados na história como a sede do I Campeonato Brasileiro Feminino de Futsal. A partir daqui também foi anunciada a seleção para o Mundial. Realizar esse evento nos prepara para outro ainda maior, que receberemos em agosto do ano que vem: o Campeonato Universitário Mundial”.

    As partidas terão início nesta sexta-feira (06.11), com nove jogos, disputados das 8h às 20h. A final está marcada para o dia 12 de novembro. Além de ter entrada gratuita, o vice-presidente da CBFS, Weber Magalhães, destacou outro motivo para a torcida acompanhar os jogos: o alto nível da competição. “O Ministério do Esporte fez um gol de placa. É de fundamental importância este campeonato para vermos em ação diversas atletas que serão usadas na seleção e outras que vão aparecer no cenário esportivo nacional”, comentou.

    Formato

    As equipes que disputarão o I Campeonato Brasileiro Feminino de Futsal foram selecionadas com base no ranking que leva em conta a pontuação dos últimos três anos, sendo uma representante por Unidade da Federação. Os 27 times foram divididos em nove grupos. Na primeira fase, as equipes jogam entre si dentro da chave. Classificam-se o primeiro colocado de cada grupo e os sete melhores segundos para a fase de oitavas de final. A disputa segue em formato de jogo único eliminatório até a decisão.

    Confira Ao Vivo


    Gabriel Fialho

    Ascom - Ministério do Esporte
    Share
    Banner

    Deixe seu comentário