• Global
  • Video
  • Gallery
  • World News
  • Sports
  • Navigation

    Criciúma fatura o futsal feminiono nos Jogos da Juventude Catarinense (Olesc)

    Brusque perdeu na prorrogação para Criciúma na final do futsal feminino da Olesc em Jaraguá do Sul.

    O último dia da 15ª edição dos Jogos da Juventude Catarinense (Olesc) foi marcado por decisões e muita emoção em Jaraguá do Sul, embora Joinville tenha confirmado, ainda na sexta-feira (4), o seu sétimo título de campeão geral da competição, que é disputada por alunos de 13 a 16 anos de todo o Estado. Mas sete troféus ainda estavam em disputa, por modalidades, quatro de esportes coletivos.

    Uma dessas modalidades foi o futsal feminino. Criciúma e Brusque decidiram o título no ginásio de esportes Duas Rodas AR. Depois do empate em 1 x 1 no tempo normal, o Criciúma confirmou o título ao marcar dois gols na prorrogação e fechar o jogo com vitória por 3 x 1. Na preliminar, Chapecó derrotou Caçador por 3 x 2 e ficou com a medalha de bronze.

    Criciúma começou melhor e foi para o ataque em busca do gol, embora sem muita organização. Brusque procurava se defender e usar o contra-ataque. Embora sem criar muitas oportunidades, Criciúma pressionava e abriu o placar aos 16 minutos de jogo, com gol de Laura.

    No segundo período, Brusque partiu para o ataque, mas parava na forte marcação de Criciúma, que defendia o placar a todo custo. A grande oportunidade surgiu aos 7 minutos, mas a goleira de Criciúma, Kemelli, fez grande defesa. No contra-ataque, Laura acertou a trave. O castigo veio em seguida, quando Inara empatou em 1 x 1, com um chute cruzado, aos 9 minutos do segundo período.

    Depois de levar o gol, Criciúma decidiu atacar e quem apareceu foi a goleira Talita, que fez duas grandes defesas, uma delas faltando 52 segundos para encerrar o tempo, e segurou o empate em 1 x 1 no placar. A decisão foi para a prorrogação, de dois períodos de cinco minutos cada.

    A técnico de Criciúma, Sabrina Cassol, decidiu soltar o time na prorrogação. Logo a 1 minuto e meio, Criciúma construiu a vantagem, com novo gol de Laura, o destaque da decisão. E faltando menos de dois minutos para o final do jogo, Paloma fez o terceiro gol e garantiu a vitória e o título de Criciúma. “Na prorrogação, decidimos apostar tudo no ataque. Poderíamos ter liquidado o jogo no tempo normal, mas concluímos pouco”, admitiu Sabrina, enquanto comemorava o título com as atletas no centro da quadra.

    Antes da decisão deste sábado (5), Criciúma só tinha disputado a final uma vez no futsal feminino da Olesc. Foi em 2006, quando venceu Joinville e ficou com o título.

    Naquele ano também a competição foi realizada em Jaraguá do Sul. Já Brusque fez sua primeira final em 2008, em Criciúma, quando conquistou o título ao derrotar Itajaí. Em 2013, Brusque disputou a decisão novamente, mas perdeu o troféu para Caçador.

    Na história da Olesc, Chapecó é o município que mais ganhou o futsal feminino, com três troféus. E o campeão de 2014 foi a equipe de Pinhalzinho, que neste ano desistiu de competir na etapa estadual. A 15ª edição da Olesc, que envolveu mais de 3.000 atletas de 75 municípios, é uma promoção do Governo de Santa Catarina, com realização da Fesporte, em parceria com a prefeitura de Jaraguá do Sul.

    Repórter: Assessoria de Imprensa - Fesporte
    Crédito das fotos: Divulgação
    Share
    Banner

    Deixe seu comentário