• Global
  • Video
  • Gallery
  • World News
  • Sports
  • Navigation

    MGA vence Celemaster no primeiro jogo da final feminina 2015


    Num jogo nervoso e cheio de alternativas, quem levou a melhor foram as meninas de Caxias do Sul, na primeira partida da decisão do Campeonato Estadual de Futsal Feminino, disputada no Schimitão, no sábado à noite. Destaque todo para a exibição da camisa 9, Renata, ex-seleção brasileira, que fez a diferença em favor da MGA Games, contra a Celemaster, que não perdia em casa desde janeiro de 2014. Uma homenagem ao uruguaianense João de Almeida Neto foi entregue pelo presidente da Celemaster, Auri Pereira, que deu ao intérprete nativista uma camiseta personalizada da equipe. João de Almeida Neto ainda interpretou o Hino Rio Grandense, momentos antes de iniciar a partida. 

    Com apenas uma derrota na competição, justamente para a Celemaster, em Caxias, no mês de agosto, a MGA Games apresentou um futsal de extrema competência e aproveitou as chances que teve durante a partida. A fala do técnico Rodrigo Rodrigues, no início da partida pareceu uma profecia. “Quem errar menos, numa decisão equilibrada como esta, vence o jogo”, disse ele ao repórter Everaldo Jacques, da El Sadday 104.9 FM. E foi justamente essa situação que determinou uma explicação para o resultado final do jogo. 

    Com Becha perdendo chances importantes ainda quando o jogo estava 0x0, a Celemaster conseguia equilibrar as ações em quadra, mantendo uma atenção sobre a artilheira Renata (9). Porém, num jogo de extremo equilíbrio, as chances não podem ser desperdiçadas. Quando surgiu a oportunidade para o lado da equipe da Serra, Renata não perdeu. Após jogada individual, chutou forte e venceu a boa goleira Cerentini. 1x0 no placar e vantagem para a MGA Games.

    Após uma falha de Juliana, ao recuar para Cerentini, uma falta deu a chance de mais um perigo para o time laranja da MGA. E num jogo decisivo, uma falta de frente para o gol era tudo o que poderiam querer as meninas de Caxias. Na jogada ensaiada, Renata passou para Talita (11) ampliar, 2x0 no placar aos quatro minutos.

    Com várias oportunidades claras sem converter em gol, a Celemaster passava a dar chances para a equipe da MGA Games. Por pouco, Renata e suas companheiras não ampliariam o placar. O primeiro tempo encerraria com vantagem para a MGA por 2x0.

    Na volta do segundo tempo, o que poderia tornar o jogo mais equilibrado, um gol, não saia, e aí apareceria a grande atuação da goleira Pâmela. Com grandes defesas, ela conseguiu evitar um gol das uruguainenses e o início de uma possível reação local.  Numa falha da goleira Jéssica, que errou o passe e deu a bola nos pés de Renata, a MGA ampliou para 3x0, com Patrícia completando o lance. 

    Logo em seguida, numa jogada individual de Becha ela dava um fôlego a mais para as uruguaianenses. Ela tocou para s redes após a cobrança de tiro de canto achar Victória, que passou para a craque argentina descontar.

    Após, numa saída de bola da goleira Pâmela, Renata jogou na trave, e no rebote, ela mesma ampliou o placar para 4x1. O que era difícil passava a se tornar uma tarefa complicada para a Celemaster.

    Já com a goleira-linha em quadra, a Celemaster perdeu para mais um de seus erros. Numa cobrança errada de escanteio a bola sobrou para a atacante Renata, que vendo a goleira-linha fora da área, tocou por cima, fazendo 5x1 no placar.

    Numa jogada errada das adversárias, a Celemaster descontaria. Num chute defendido por Pâmela, a bola sobrou para Kétlin, que ao tentar afastar jogou contra o seu próprio gol, 5x2. Mas a reação da Celemater foi mais uma vez esfriada por mais um gol de Renata. Ela em jogada individual para como quis pela goleira e tocou livre para fazer o sexto da MGA Games na partida e o seu quarto gol no jogo.

    Faltando pouco segundos para o fim do jogo, Becha aproveitou a chance e descontou. Placar do jogo Celemaster 3x6 MGA Games. 


    No próximo sábado (19), às 20h, em Caxias do Sul, no Enxutão, novo confronto entre as rivais. A MGA Games joga por um empate no tempo normal para ficar com o título. Para manter a hegemonia, a Celemaster terá que vencer o jogo (por qualquer placar) e depois vencer novamente na prorrogação. “Tarefa difícil, mas não impossível”, diz o técnico Andrezinho. Mesma opinião do técnico adversário. “Nada está ganho, nada está perdido”, disse Rogério Rodrigues.


    Celemaster (3): Cerentini, Dani, Gabriela, Quelen e Becha. Ainda jogaram Jéssica, Juliana, Diou, Francieli e Victória. Técnico: Andrezinho

    MGA Games: Pâmela, Shaiane, Renata, Talita e Kétlin. Ainda jogaram Renata Armiliato, Tammy, Letícia, Natália, Daniele e Patrícia. Técnico: Rogério Rodrigues.

    Por Everaldo Jacques
    Share
    Banner

    Deixe seu comentário