• Global
  • Video
  • Gallery
  • World News
  • Sports
  • Navigation

    Algarve Cup - Seleção perde final contra o Canadá: 2 a 1

    Foto: CBF

    Confronto constante no futebol feminino, Brasil e Canadá se enfrentaram nesta quarta-feira (9), em mais uma decisão, a segunda em dois anos. A final da Copa Algarve de 2016, torneio realizado em Portugal, começou com as equipes se estudando e usando a mesma estratégia: marcação pressão. Passes rápidos e contra-ataques também foram vistos, com intensidade e velocidade. O primeiro tempo, movimentado e equilibrado, terminou sem gols. Na etapa final, três bolas balançaram as redes, mas foram as canadenses que terminaram comemorando o 2 a 1 no placar.

    O JOGO
    Os primeiros 25 minutos foram agitados, com muita leitura da partida. Todas as bolas eram disputadas com intensidade e o jogo estava lá e cá. A primeira chance brasileira foi construída com Debinha. Ela teve a oportunidade de abrir o placar, mas a goleira canadense defendeu, e, no rebote, Marta mandou a bola por cima.
    O Canadá cresceu a partir da metade do primeiro tempo, chegou com mais perigo, mas a resposta brasileira foi imediata. Aos 29 minutos, após escanteio do Canadá, o Brasil armou contra-ataque com quatro jogadoras. A bola foi girando de pé em pé, com as atletas trocando passes rápidos, até que Tamires chutou, mas a goleira canadense encaixou a bola. 
    No fim do primeiro tempo, Marta começou a jogada, cruzou baixo, a bola sobrou para Andressa Alves, mas a goleira canadense fez ótima defesa, decretando o 0 a 0 no intervalo. 
    No segundo tempo, a partida ganhou outro perfil. Em boa descida pela esquerda, a bola foi cruzada, mas Mônica, bem posicionada, colocou para escanteio. Na cobrança, gol canadense: 1 a 0. Poucos minutos depois, as canadenses ampliaram o placar, 2 a 0.
    Sem desistir e insistindo em contra-ataque, Formiga lançou a bola, Cristiane dominou, gingou e bateu de longe para o fundo da rede. Gol do Brasil, nos minutos finais! A Seleção seguiu buscando o gol de empate, até o último minuto do jogo, mas a partida estava encerrada. Placar final 2 a 1, e Canadá campeão da Copa Algarve.
    Brasil: Bárbara, Poliana, Mônica, Rafaelle e Tamires; Formiga e Thaisa; Debinha (Beatriz Zaneratto), Marta , Andressa Alves (Thais) e Cristiane. Técnico: Vadão.

    Avaliação de Vadão

    A Copa Algarve marcou o início da preparação para o Rio 2016, em agosto deste ano. Esta foi a primeira competição, a primeira vez que a Seleção Brasileira, comandada pelo técnico Vadão, se reuniu em 2016.

    O trabalho, com a equipe permanente, começou em janeiro, na pré-temporada na Granja Comary, no Rio de Janeiro. Mas foram nos jogos da Copa Algarve que o treinador pôde contar com o seu time completo. Hoje, das 23 convocadas, 15 atuam fora do Brasil.

    – Foi um início de trabalho muito bom. Disputamos quatro jogos em pouco tempo e vencemos três. O saldo foi bom, apesar de não termos vencido a final – explicou Vadão.

    A Seleção tomou apenas três gols no torneio – um de Portugal e dois do Canadá – e marcou oito. No confronto da final, somente no primeiro tempo, o Brasil teve cinco chances claras de gol e não conseguiu concluir e, na segunda etapa, acabou tomando dois.

    – Tomamos dois gols em erros nossos. Mas tivemos a chance de finalizar o jogo e não marcamos. Em partida decisiva não podemos perder gol como fizemos – avaliou.

    A próxima etapa de treinamento da Seleção, em que o Vadão contará com todas as suas atletas, será no início de abril, na Granja Comary. 

    Assessoria CBF
    Share
    Banner

    Deixe seu comentário