• Global
  • Video
  • Gallery
  • World News
  • Sports
  • Navigation

    Em 1950, Pelotas tinha futebol feminino

    Equipe do  Corinthians de Pelotas -RS
    O tema "futebol feminino", em sites de buscas na internet, revela que o Araguari Atlético Clube (MG) é considerado o primeiro clube do Brasil a formar um time feminino e, em meados de 1958, selecionou 22 meninas para um jogo beneficente. O sucesso desta partida foi tanto que a revista "O Cruzeiro" fez matéria de capa sobre o acontecimento, pois até então, partidas femininas só ocorriam em circos ou jogos de futsal. No ano de 1959, a equipe feminina do Araguari foi desfeita por pressão dos religiosos.

    Em 1950, em Pelotas, existiam dois times femininos organizados: Corintians Pelotense e Vila Hilda, de muito sucesso, haja vista a quantidade de jogos marcados. A origem destes times foram equipes masculinas de mesmos nomes. Os clubes possuíam boas estruturas com sedes sociais e campos próprios e ambas foram fundadas praticamente juntas. Detentora desse fato histórico, Pelotas foi inovadora no que se refere ao futebol feminino no Brasil, embora, este fato passe despercebido para promover a cidade como precursora.


    O primeiro jogo de futebol feminino entre o Corinthians e o Vila Hilda foi realizado no dia 7 de junho de 1950, com a venda de ingressos, no Estádio Bento Freitas. Foi considerada uma "festa social-esportiva" cujo resultado foi empate de 1x1. A "Revista dos Esportes" destacou o ineditismo do futebol feminino na cidade. O encontro teve tamanha repercussão que atraiu a imprensa do Chile. Em Porto Alegre, o sucesso foi imenso. As partidas ocorriam no campo do Cruzeiro, a Montanha. A imprensa do Centro do País acompanhava as "pelejas". O entusiasmo dos jogos na Capital foi tanto que deu origem a vários times. Mas, em 23 de novembro de 1950, o Conselho Nacional de Desportos proibiu jogos de futebol feminino em todo País, com a justificativa de que "aquele esporte não combinava com a formação física do belo sexo". A notícia foi estarrecedora, acabando com todo o crescimento dos times femininos. Minha mãe, Madalena Palombo Pruss, que ousou jogando futebol em 1950 no Corinthians Pelotense, com todo preconceito da época, era considerada a craque do time.

    Paulo Roberto Palombo Pruss
    Share
    Banner

    Deixe seu comentário