#
Navigation

MUDANÇAS NO FUTEBOL FEMININO BRASILEIRO




Comite de reformas - Foto: Felipe Varanda
Mudanças no Futebol Feminino:

- Criação do Departamento de Futebol Feminino
- Criação de duas divisões, com 16 times cada
- Criação de plano estratégico de marketing para a modalidade

Departamento de Futebol Feminino 

Outra novidade anunciada pelo Comitê de Reformas foi a criação de um Departamento de Futebol Feminino na CBF. Os nomes para integrar o novo setor já estão sendo estudados, mas só serão anunciados após a aprovação final da decisão em Assembleia Geral da CBF. Segundo a ex-árbitra e atual diretora-secretária da Escola Nacional de Arbitragem, Ana Paula Oliveira, foi aprovada também a criação de duas divisões para o futebol feminino, com duas equipes cada, além de torneios de base e um plano de marketing para a modalidade.   

– Nunca nenhuma iniciativa tinha sido feita nesse sentido. Por isso emociona. A gente fala de uma trajetória que a mulher não tinha nem voz. Por que não pensar em sonhar que o futebol feminino brasileiro pode ser um grande produto e pode ser rentável? – declarou Ana Paula. 

Criado em fevereiro, o Comitê de Reformas continuará com cronograma de reuniões. O grupo analisa os seguintes temas: reforma do estatuto da CBF; implementação do Código de Ética e do Comitê Disciplinar do Futebol; medidas de transparência; desenvolvimento de Regulamento Nacional de Concessão de Licença de Clubes; fomento de ações de responsabilidade social; internacionalização do futebol brasileiro; aprimoramento da legislação desportiva; desenvolvimento do futebol feminino; desenvolvimento das categorias de base; tecnologia e inovação no futebol; direitos de atletas e demais profissionais do futebol; direitos de transmissão; aprimoramento da arbitragem; programa de formação de profissionais do futebol; calendário; e democratização e engajamento da torcida brasileira. 

Assessoria CBF
Share
Banner

Deixe seu comentário