Foto Divulgação Ricardo Bicca, (Celemaster)

A Decisão de 2016 é uma reprise do ano passado com as meninas de Uruguaiana buscando um final diferente no Campeonato Gaúcho Adulto de Futsal Feminino.

A volta da sua grande mentora, depois de longo período de recuperação de uma cirurgia no joelho, foi comemorada pela torcida da Celemaster durante o mês passado. Mesmo assim, o retorno às quadras foi aos poucos, com apenas entradas em circunstâncias especiais.

O teste final mesmo veio no sábado à noite, na partida de volta contra um de seus principais rivais, a ACBF, de Carlos Barbosa. Necessitando vencer para garantir com tranquilidade o passaporte para a decisão do campeonato deste ano, o time de Andrezinho sofria para manter o empate. Foi aí que André chamou Gabriela (10) para o jogo. Foi o que bastou para mudar por completo o ritmo do confronto.

Numa de suas jogadas, Gabriela aproveitou-se de ter pela frente apenas uma marcadora. A confiança de quem deu o título de 2014 para a Celemaster talvez tenha servido como motivação para Gabriela tentar o lindo drible que a deixou cara-a-cara com a goleira Carine (1). De frente para o gol, Gabigol chutou forte e rasteiro, suficiente para tirar do alcance da defensora da ACBF e colocar a Celemaster em vantagem num momento delicado da partida, ainda no primeiro tempo, faltando apenas 1min53seg. Antes disso, o equilíbrio marcava o desempenho das equipes.

A Celemaster começou melhor com gol de Dani, logo a 1min24seg de jogo. Ela recebeu o passe e bateu sem muita força, mas colocado. Bastou para pegar de surpresa a goleira Carine. Menos de um minuto depois, aos 2min10seg, foi a vez de Gil (11) se aproveitar de um descuido da defesa da Celemaster e mandar para a rede da goleira Jéssica (12).

O placar de 2x1 do primeiro tempo serviria como um sinal de alerta para o time da fronteira. Mesmo com certo domínio na posse de bola, a equipe de Andrezinho criava chances, mas não conseguia transformá-las em gol. Aproveitando-se da oscilação da Celemaster, a ACBF criava oportunidades. Numa delas, Pâmela pegou de jeito um chute de longa distância. Foi o que bastou para a ACBF chegar ao empate logo aos 3min06seg do segundo tempo. Nesse momento do jogo, o clima se tornou tenso, pois um gol da ACBF levaria o jogo para a prorrogação.

Porém, a tranquilidade veio dos pés de quem está acostumada a dar alegrias aos uruguaianenses: Becha tocou de leve na bola, após a cobrança de lateral por Dani, aos 8min52seg da etapa final, 3x2. A garantia que tudo se encaminharia para uma vitória da equipe local se concretizou aos 10min10seg, em mais uma obra-prima a partir dos pés de Gabigol. Em jogada individual, Gabriela recebeu a bola e entre três adversárias conseguiu achar espaço para girar e bater forte fora do alcance de Carine: 4x2.

Logo em seguida, aos 13min06seg, Betona (10), de pênalti, tornaria o jogo nervoso novamente. A ducha de água fria à reação da ACBF, veio aos 15min16seg, com o gol de Jaqueline (6). Ela aproveitou o rebote de um chute que foi na trave, e com tranquilidade marcou o quinto da goleada. Um minuto depois, foi a vez do nome do jogo marcar mais um, de pênalti. Um chute forte que tinha o endereço do gol bateu no braço de Betona. Gabriela cobrou, sem chance para a goleira Carine, encerrando o jogo em 6x3.

No domingo à noite, em Caxias do Sul, a atual campeã, a MGA Games, com um empate (4x4) com a Malgi, de Pelotas, garantiu sua presença na decisão deste ano.

Beneficiada pelo empate da MGA Games, o primeiro jogo será em Caxias do Sul, no dia 17, às 20h e a grande decisão em Uruguaiana, no dia 24. A expectativa é de ginásio lotado. Assim como vem sendo uma realidade nas partidas da Celemaster em seus jogos em casa. Bem ao contrário do jogo entre MGA Games e Malgi. Apenas 60 pessoas acompanharam o jogo que definiu o adversário da Celemaster na decisão.



Celemaster (6): Jéssica, Dani, Dani Souza, Jaqueline e Becha. Ainda jogaram Simone, Duda, Xântala e Lorena. Técnico: Andrezinho.



ACBF (3): Kariny, Pâmela, Gabriela, Gil e Marcela. Ainda jogaram Maia, Mayara, Betona e Patrícia.

Técnico: Henrique Pianta.

Arbitragem: Diego Goldani e Andressa Hartmann.

Fonte: Everaldo Jacques
Compartilhe:
Liga Feminina

Futebol Feminino do Brasil

Rua dos Coqueiros Verdes, 75/02 Cachoeira do Bom Jesus CEP: 88056-505 Florianópolis Santa Catarina Brasil Fone (48) 8447-6086 e-mail : editorresponsavel@gmail.com.