• Global
  • Video
  • Gallery
  • World News
  • Sports
  • Navigation

    SÃO PAULO TERÁ SÉRIE "B" E COPA JUNIOR


    A ex-jogadora da Seleção Aline Pellegrino se reuniu na tarde de quinta-feira (dia 29) com a direção do Rio Preto, na sede do clube. Aline está percorrendo o Estado de São Paulo conversando com dirigentes das equipes que disputam o Campeonato Paulista Feminino e promete mudanças para os próximos anos. A tendência é que a competição fique mais forte, dento e fora de campo, principalmente. O presidente Suélio Ribeiro, a dirigente Doroteia Reguera e o supervisor Tiago Carananti participaram da conversa com Aline. “Foi uma boa conversa. Ela está visitando os times, recolhendo informações. Estamos bem esperançosos com o futuro”, afirmou Ribeiro.

    Entre as ideias apresentadas por Aline está o sistema de disputa e a criação de séries, assim como acontece no Paulista masculino. Em 2017, das 14 equipes que disputam o Paulista, as oito melhores que terminarem a competição integrarão a Série A. As outras seis farão parte da Série B. Times que começarem a disputar o Paulista também precisarão jogar a Série B, antes de galgarem o acesso. Mas as mudanças só entrarão em vigor em 2018. 

    Outra ideia que será implantada é a Copa São Paulo Júnior de Futebol Feminino. Começará logo após o término da já tradicional Copa São Paulo Júnior, em janeiro. Os times participantes serão os mesmos que disputam o Paulista, divididos em quatro sedes, que ainda serão definidas. O objetivo, segundo Aline, é formar jogadoras, fomentar ainda mais o esporte e tentar acabar com a disparidade que existe atualmente entre o Paulista masculino e feminino.

    “São ações de médio e longo prazo. Daqui alguns anos, a expectativa é que o masculino e feminino estejam brigando em igualdade. Tecnicamente e também em números de publicidade, marketing, mídia”. Aline falou ainda que a Série B seria como uma liga de desenvolvimento. “Precisamos fomentar mais, ter mais clubes e mais meninas jogando. Times mais fortes também para diminuir a diferença técnica entre as equipes. A Federação quer essa mudança, é algo que o presidente Reinaldo (Carneiro Bastos) quer”.

    Na próxima terça-feira (dia 4) haverá um encontro entre todos os representantes de times femininos do Estado. “Será um encontro de ideias, de debates. Faremos no dia 4 e também no dia 2 de novembro. Saber o que pensam, as dificuldades e as expectativas de cada equipe”.                                                                 

    Doroteia, comandante da equipe feminina do Rio Preto, atual campeão Paulista e vice do Brasileirão, elogiou Aline.  “Ela está no meio, é envolvida com a modalidade, sabe como tudo funciona. É a pessoa adequada para brigar pelo futebol feminino em São Paulo”, comentou.

    Via:
    www.gazetarp.com.br
    Share
    Banner

    Deixe seu comentário