• Global
  • Video
  • Gallery
  • World News
  • Sports
  • Navigation

    IFSUL CONQUISTA O FUTSAL FEMININO DOS JIFS

    Futebol : Divulgação
    O último dia dos Jogos das Instituições Federais (JIFs)  foi movimentado com as finais das modalidades coletivas disputadas nesse domingo (09), em Taguatinga-DF.

    No domingo  foi a vez de torcer para as meninas do Instituto Federal do Rio Grande do Sul que chegou à final nacional da competição: no dia em que elas brilharam, o futsal feminino foi o grande destaque, com as meninas levando a medalha de ouro para casa após a vitória por 7x2 sobre o IFRN.

    Chegar à etapa nacional e ainda sagrar-se campeã dos Jogos foi, para a estudante Edyelen Machado, uma experiência inexplicável. “Melhor ainda do que participar é chegar aqui nesta etapa, dar o nosso melhor em quadra e sermos campeãs representado o primeiro nacional ganho pelo CaVG em 93 anos!”, comemorou a aluna, que atribui a conquista à dedicação da equipe aos treinos e à postura humilde e focada da time. Com essa dedicação toda, além de conquistarem o resultado almejado por todo atleta, as meninas do futsal superaram a si mesmas e saíram da competição com uma soma de gols invejável: foram 33 gols feitos em apenas quatro partidas.

    E a receita para chegar ao ponto mais alto do pódio não poderia ser outra mesmo: para o treinador da equipe de futsal feminino e professor de educação física do câmpus Pelotas-Visconde da Graça, Maurício Giusti, o resultado obtido pelas meninas nesse domingo é fruto de um consolidado trabalho realizado há mais de seis anos no projeto de extensão CaVG/Malgi. Dentro do projeto, as meninas se preparam para os jogos em treinos diários e contam com assistência fisioterápica, nutricional e psicológica por meio de parcerias viabilizadas com outras instituições. Elas também contam com preparação de goleiras e academia para treino muscular.

    Além de colocar essa preparação à prova, os JIFs são, de acordo com Giusti, uma oportunidade para preparar as meninas para a vida. "Os jogos permitem a elas aprender com as diferenças, se adaptar ao novo e conhecer novas culturas, sotaques, dialetos, culinária, climas...", elenca o treinador. Segundo ele, o aprendizado trazido pela participação nos JIFs não tem preço: "o sorriso de satisfação e alegria no rosto das meninas faz coroar todo o ano de preparação", comenta, lembrando que a pré-temporada das atletas começou em fevereiro deste ano.

    Via IFSUL
    Share
    Banner

    Deixe seu comentário