• Global
  • Video
  • Gallery
  • World News
  • Sports
  • Navigation

    ATLETAS DA ESCOLINHA FÊNIX DISPUTAM O CAMPEONATO GAÚCHO SUB-15 E SUB-17

    Foto: Divulgação
    Duas atletas da Escolinha Fênix Futebol Feminino de Bozano vão disputar o Campeonato Gaúcho sub-15 e sub-17 nos próximos meses. A meia-atacante Larissa Bonfada Matschinske,15 anos,  se apresenta ao Esporte Clube Pelotas no próximo dia 22, enquanto que a volante Dieni Megollaro, 16 anos, se junta ao time da Associação Esportiva João Emílio, da cidade de Candiota, dia 23.

    A Escolinha Fênix é coordenada pelo professor de Educação Física Ismael Tolfo Flores de Pejuçara, e surgiu há menos de um ano com a finalidade de oportunizar a prática esportiva do futebol para meninas. Atualmente treinam cerca de 60 atletas de sete a 16 anos. Desde que foi fundada, a escolinha já conquistou o vice- campeonato da Copa Dunga de Futebol sete na categoria sub-15 e o terceiro lugar na Copa Santiago de Futsal para menores, na categoria sub-13.

    O professor ressalta que, apesar das dificuldades encontradas no futebol feminino, o crescimento e a evolução são gradativos. Sobre as alunas disputarem o Campeonato Gaúcho em suas respectivas categorias, Ismael destaca que é muito significativo, pois quando teve a ideia de trabalhar com o futebol feminino poucas pessoas acreditaram no trabalho e hoje já existem parcerias com equipes da região e do estado. Atualmente os treinos ocorrem no campo do Riograndense de Bozano que cede gratuitamente o espaço para a prática do futebol.

    A ideia do professor é municipalizar a Escolinha Feminina com o apoio do poder público de Bozano. Conforme Ismael Flores, a Secretaria de Educação juntamente com alguns vereadores estão dispostos a transformar a questão em realidade e chegar a um acordo para oportunizar a gratuidade da prática às meninas.

    O objetivo principal do projeto é social e de integração, para que as meninas possam ter a oportunidade de jogar futebol. “Quando vejo aquelas meninas que estavam desacreditadas e apenas assistiam aos meninos jogando terem a oportunidade de jogar uma competição oficial, como o Campeonato Gaúcho, e de seguir carreira no futebol, fico muito orgulhoso e com sentimento de dever cumprido”, ressalta Ismael Flores.
                     
      
    Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
    Share
    Banner

    Deixe seu comentário