Foto: Divulgação
O Tigre abandona o futebol feminino! A cidade de Criciúma tem um time de futebol feminino, o elenco que vestiu a camisa do Tigre em 2016, não vestirá em 2017 e tem suas razões para isso. Sabrina Cassol diz “Fomos pedir um apoio para continuar, o clube não teve como nos atender”, assim, a equipe volta a ser FME Criciúma/Esucri/Colégio Rogacionista.

Com as novas diretrizes que obrigam os clubes da série A e B do Campeonato Brasileiro Masculino a manterem seus elencos femininos fica uma preocupação do futuro do Criciúma , o Tigre não forneceu os uniformes na temporada passada e o custo teve que ser bancado por outras parcerias, a equipe da série “B” do Brasileiro e integrante do Campeonato Catarinense não honrou seus compromissos.

Esse ano a equipe fez uma proposta, a direção afirmou que não tinha condições”, para manter a parceria, o Tigre ofereceu a estrutura do CT e jogos de uniformes. “Daí ficou complicado, precisávamos de um pouco mais de amparo”

Em busca de novos parceiros

“Com uns R$ 8 mil mensais conseguiríamos montar um time de ponta para disputas nacionais”, realça Sabrina. Atualmente, a equipe recebe apenas R$ 2,5 mil ao mês do convênio com a Fundação Municipal de Esportes. “Houve o corte de 50% no convênio e a diminuição das bolsas para atletas. Ficou ainda mais difícil manter. Estamos em busca de mais parceiros”

Compartilhe:
Liga Feminina

Futebol Feminino do Brasil

Rua dos Coqueiros Verdes, 75/02 Cachoeira do Bom Jesus CEP: 88056-505 Florianópolis Santa Catarina Brasil Fone (48) 8447-6086 e-mail : editorresponsavel@gmail.com.