• Global
  • Video
  • Gallery
  • World News
  • Sports
  • Navigation

    SELEÇÃO DO CAMPEONATO PAULISTA FEMININO 2017

    Foto: Rodrigo Corsi/FPF/Powered By Canon
    Eleita por comissões técnicas e as capitãs dos oito times que disputaram as quartas de final do Campeonato Paulista Feminino 2017, a seleção ideal da competição recebeu sua premiação nesta terça-feira (24), na sede da Federação Paulista de Futebol. A craque do campeonato foi a atacante Kerolin, da Ponte Preta. Tábatha, da Ferrovária, foi a artilheira, com 17 gols.

    A festa na premiação do Paulista Feminino 2017 reservou surpresas para algumas atletas da seleção do campeonato, como foi o caso da meio-campista Patrícia Llanos, da Ferroviária. Para a jogadora, o troféu recebido na cerimônia, realizada na sede da FPF, nesta terça (24), não estava nos seus planos. Contudo, salientou o significado de um eleitorado democrático. 

    “Não esperava estar entre as premiadas. Mas esse incentivo, de dar essa premiação para as jogadoras, principalmente por sermos escolhidas por nós mesmas, mostra que o futebol feminino tende a crescer mais ainda. Ver o trabalho ser reconhecido, mesmo que aos poucos, me deixa muito feliz”, afirmou.

    É o segundo ano em que as melhores da competição são escolhidas por meio de votação. Assim como na edição anterior, comissões técnicas e atletas participaram da escolha. No entanto, essa temporada apresentou marcos importantes para a modalidade, segundo Patrícia: mais conversas com as entidades do futebol e mudanças significativas nos torneios.

    “Esse ano deu uma mudada bem legal no futebol feminino. Sentimos isso nos campeonatos, tanto no Brasileirão, como no Paulista. Quem está por trás, está se esforçando para a modalidade crescer. Existiu muito mais empenho na divulgação e vemos os resultados no estádio”, disse.

    Libertadores
    Além de figura importante na equipe da Ferroviária, que chegou às quartas de final do Paulista, Patrícia também esteve presente no elenco do Corinthians/Audax, campeão da Libertadores deste ano.

    “Cheguei na Ferroviária em 2014 e estou indo para o meu quinto ano na equipe. Dei uma pausa, para participar da Libertadores com o Corinthians/Audax, e essa semana já estou voltando para Araraquara”, contou. “Na Libertadores a gente usa mais força, é uma competição mais difícil. Isso me abriu mais portas, me sinto mais preparada para ajudar a Ferroviária”, concluiu.

    A seleção
    Capitãs e comissões técnicas escolheram a seguinte seleção: Letícia (Corinthians); Katiuscia (Santos), Antônia (Ponte Preta), Carol Arruda (Santos) e Jucinara (Corinthians); Grazielle (Corinthians), Brena (Santos) e Patrícia Llanos (Ferroviária); Kerolin (Ponte Preta), Adriana (Rio Preto) e Sole Jaimes (Santos). Técnico é Caio Couto, do Santos.

    FPF
    Share
    Banner

    Deixe seu comentário