Arbitragem feminina necessita de mais apoio Foto: Ricardo Moura/FFB
Um olhar diferenciado sobre a arbitragem feminina começa a surgir, a pioneira será a Federação Paulista de Futebol, em setembro a entidade vai iniciar um curso exclusivo para 50 mulheres. O Objetivo é aumentar o número de árbitras atuando no estado.

O cenário nacional é carente de espaço, são poucas as federações onde o incentivo é presente, geralmente as mulheres tem no máximo espaço como assistentes dos homens ou apitando jogos de pouca expressão.

A Federação Paulista informa que as árbitras tem de ter ensino médio completo ou superior em andamento, elas vão ser aproveitadas nas competições femininas da entidade.




Post A Comment: